07
Abril
2018
Maiara & Maraisa e Marília Mendonça agitam o Altas Horas deste sábado (07)
Postado em: Na TV
07 de Abril de 2018

No Altas Horas deste sábado, dia 07/04, Marília Mendonça, Maiara & Maraisa, Carla Perez e Aracy Balabanian.

As irmãs Maiara & Maraisa afirmam que já ouviram muitas vezes que não teriam sucesso por serem mulheres cantando sertanejo e não seguirem o padrão de beleza que a sociedade definiu como ideal. A luta para as mulheres terem seu espaço e poderem falar o que pensam, o que sentem e vivem, no meio sertanejo, também é lembrada por Marília.

“Existiam mulheres incríveis no sertanejo, como Roberta Miranda, Paula Fernandes, mas eu sentia falta de falar coisas do cotidiano nosso, que se a gente quiser a gente bebe, que a gente trai e é traída”, comenta a cantora, que carrega no currículo sucessos como “Infiel”, “Como faz com ela” e “Eu sei de cor”.

Carla Perez lembra no programa que seu pai não apoiou sua decisão de ser dançarina do ‘É o Tchan’, mas, seguiu em frente contando com a força de sua mãe. Um fã na plateia lembra que a filha mais velha da loira com o cantor Xanddy, Camilly Victória, já mostrou que tem vocação para ser cantora. Carla comenta se apoia a filha.

“Quero a felicidade dela. Eu apoio, como mãe, o que ela decidir. Mas é um meio cruel então eu sempre tento mostrar que nossa vida nem sempre foi flores, que o caminho foi difícil para chegar onde chegamos”, responde ela. Aracy revela que teve que estudar muito e ter perseverança para que seu pai aceitasse que ela queria atuar.

“Na época, uma mulher fazendo teatro não era bem vista aos olhos da sociedade. E meu pai tinha medo que eu fosse infeliz”, conta a atriz, que tem 55 anos de profissão.

Apesar de darem muitas entrevistas, as celebridades sempre têm uma história que nunca foi contada em frente as câmeras. Questionadas por Serginho sobre isso, as convidadas arrancam risadas e também emocionam a plateia.

Maiara, por exemplo, lembra de quando ela quase apanhou na escola e a irmã que a ‘salvou’. “Ela, desde sempre, cuida de mim e me defende de tudo”, diz a cantora, segurando as lágrimas. “É que eu fazia karatê e as pessoas sabiam que eu era boa de briga”, explica Maraisa.

A plateia pode ainda assistir uma apresentação das três cantoras juntas, que assumiram os microfones e cantaram sucessos dos projetos paralelos que mantêm juntas: “Agora é que são elas” e “Festa das patroas”.

Tudo isso e muito mais você pode conferir logo após mais uma edição do Zorra, começando a partir das 23h, na Rede Globo.

Close
Facebook
Instagram
Desenvolvido por Commúsica